Buscar
  • sermidiacomunicacao

Dicas para quem quer construir uma casa

Atualizado: Jan 8


Estar atento a alguns detalhes garante que ao final construção o resultado seja o desejado.



Construir um imóvel do jeito que sempre imaginou, com a estrutura, planta e decoração que transmita a identidade do proprietário muitas vezes é um desafio para quem busca a realização deste sonho.


E para que tudo aconteça da melhor maneira possível, é fundamental contar com a orientação de profissionais especializados que atuem na área da construção civil, como arquitetos e engenheiros, que irão entender as suas necessidades e apresentar as soluções mais adequadas.


Antes de tirar o sonho da imaginação, ou do papel, o escritório Renata Pisani Arquitetura & Interiores separou algumas dicas para você saber cuidados e que materiais usar na hora de construir:


1- Escolha do terreno - Seja para uma casa na cidade, na praia ou no campo é fundamental observar alguns aspectos do terreno como o tipo do solo, a topografia e orientação solar. A arquiteta Renata Pisani, que possui 19 anos de experiência em projetos arquitetônicos, lembra também que é preciso analisar a região em que será feito o imóvel, a vizinhança, o padrão das construções no entorno: “em um condomínio, por exemplo, é importante observar como as construções vizinhas fazem sombra no nosso lote.”


2- Briefing para projeto - Após a escolha do terreno, chega o momento de traçar um programa de necessidades que irá dar as informações essenciais para criar um projeto arquitetônico.


Nesta fase, deve se ter noção do tamanho da construção, a quantidade de cômodos, vagas de garagem, área de lazer para garantir que a circulação de ar e luz sejam bem distribuídas pelos ambientes: “Em nosso escritório, a gente sempre trabalha o projeto arquitetônico junto com o de interiores, porque assim o projeto fica mais assertivo.”


Ao final do projeto arquitetônico, já conhecendo o perfil do cliente e as possibilidades do orçamento, é trabalhado o detalhamento de interiores e especificar quais tipos de materiais e acabamentos serão aplicados no imóvel. Renata Pisani ressalta que o valor no orçamento pode variar, pois no mercado há materiais com ótimo custo benefício e qualidade, como outros de valores mais elevados.


3- Escolha dos materiais


Entre os mais indicados para ambientes como cozinha e área de estar, estão os pisos em porcelanatos e pedras como mármore.


Já os ambientes íntimos, como os quartos, podem receber pisos laminados e vinílicos

Banheiros também podem receber porcelanatos.


“Há uma infinidade muito grande de materiais. Então, a gente entende o perfil do cliente e como ele quer a casa para orientar a tonalidade e o tipo de material.”


Sempre é bom prestar atenção a Norma de Desempenho - NBR 15575, de 2013, que traz requisitos, critérios e métodos de avaliação que uma construção residencial deve ter em relação a sistemas gerais, estruturais, de pisos, vedações verticais internas e externas, coberturas e hidrossanitários.


Gostou das nossas dicas? Acompanhe o blog e fique sempre por dentro das novidades que o escritório Renata Pisani Arquitetura & Interiores tem para te contar.


277 visualizações0 comentário