Buscar
  • sermidiacomunicacao

Reforma Residencial: dicas para uma obra tranquila

Atualizado: 18 de Out de 2019

Para quem deseja começar uma reforma em casa um briefing inicial bem detalhado é extremamente importante para garantir uma obra tranquila e sem imprevistos.


Quem não quer acompanhar a obra em casa e ver o sonho de deixá-la mais ampla e mais aconchegante uma realidade, mas sem se preocupar com questões burocráticas e técnicas? Por isso, contar com ajuda de um arquiteto de confiança é essencial nesse momento. Mas alguns pontos são muito importantes analisar e colocar em prática antes e durante o andamento da sua obra.


“Cada passo durante uma reforma residencial é apresentado ao cliente, para que ele participe de cada etapa do processo. Assim, a obra fica exatamente como ele esperava e ele pode acompanhar de perto cada detalhe da mudança da sua casa”, conta a arquiteta Renata Pisani, com vasto portfólio em reformas residenciais. Confira algumas dicas que a arquiteta separou para quem está pensando em começar uma reforma residencial.



Projeto


O arquiteto precisa entender a necessidade e gosto do cliente e, por isso, todas as informações e detalhes do que a família deseja precisa ser especificado no momento da conversa do briefing. “Tudo que o cliente passa e deseja com a sua reforma, transformamos isso em um projeto. Acreditamos muito na troca com o cliente, até porque a reforma vai ser para ele. Portanto, o cliente passa quais seus objetivos o que ele espera com a reforma. Qual tipo de vida ele leva um briefing realmente bem preciso, que é fundamental”, destaca Renata Pisani.



Medição do Local


Depois da conversa com cliente para alinhar os detalhes do projeto, o arquiteto vai para medição do local. “Vamos levantar todas as informações e medidas para repassar a planta de acordo com o real. Depois, chamamos o cliente para uma reunião e passamos ao layout. Gosto sempre de lembrá-los que nada é imposto e sim sugerido. Apresentando todas as informações necessárias para ele decidir se quer ou não aquela sugestão”, afirma a arquiteta.

O cliente aprovando o layout, o arquiteto passa isso para o 3D, para que a vista daquilo que será feito seja mais precisa.

Caderno técnico


O cronograma é o momento de detalhar com máxima precisão o que será feito na reforma e tempo estimado para cada etapa. “Este é o momento em que vamos para o detalhamento executivo. Muito importante que é onde vai compatibilizar todos os projetos para minimizar todo e qualquer problema de obra. Porque um projeto de interiores tudo é muito compatibilizado: o projeto de marcenaria precisa estar compatibilizado com o projeto de iluminação e assim por diante. Então, ele gera um caderno técnico que a gente planeja a obra do começo ao fim”, esclarece.


Depois é passado ao cliente um planejamento de orçamento e cronograma. Estabelecendo prazos e valores.



Escolha do Arquiteto


A arquiteta Renata Pisani afirma que a principal dica é a escolha do profissional certo. “Para que o cliente possa amadurecer a ideia do que ele quer, é importante confiar muito nas sugestões que o arquiteto apresenta. Por isso, escolher um profissional que ele tenha empatia e que sinta-se a vontade para fazer reuniões e discutir o que ele acha viável ou melhor para a sua obra, é muito importante”, destaca.


Quando o cliente fica inseguro enquanto a obra está em andamento, a chance de tudo acabar saindo fora de controle é muito maior. Então, a segurança é consequência da confiança no trabalho do profissional. Por isso, antes de contratar um arquiteto, conheça bem o profissional, pesquise e tenha certeza de que a obra estará em boas mãos.



A Glaucy Alboneti, empresária, fez a reforma na sua casa no Capão Raso, em Curitiba, e teve o resultado que esperava porque pesquisou a arquiteta antes de contratar. “Eu conheci a Renata Pisani pelo Instagram, depois disso comecei a ver os projetos e como era o trabalho dela. A princípio a contratamos para criação de projeto para a suíte. Mas, o projeto ficou tão lindo que decidimos fazer o apartamento inteiro. Durante todo o período da obra tivemos o suporte e atenção da arquiteta Renata e equipe. Ela ouviu atentamente todas as nossas demandas e sugeriu soluções e melhorias para todas. Ver o apartamento pronto agora é um sonho realizado”, conta a empresária.


Por isso, para uma obra tranquila é importante o cliente confiar no profissional. “O processo da reforma da casa e do Glaucy foi muito tranquila desde o início. Ela confiou muito no nosso trabalho e conseguimos chegar exatamente onde eles queriam. Ela confiou nos fornecedores, estava junto na obra, acompanhando cada etapa, mas interfira o mínimo possível. Com nossa expertise de mercado de mais de 20 anos, já sabemos quem são os bons fornecedores. Então é importante confiar para ter um bom resultado, como no caso da Glaucy”, finaliza Renata Pisani.


Confira o antes e depois da casa da Glaucy!


Antes:


Depois:


285 visualizações